Entre para este grupo!

sábado, 11 de abril de 2009

Entrada do outono...



Antes de ser uma comemoração cristã, a Páscoa era uma festa pagã antiga. Os povos europeus antigos comemoravam a passagem do inverno para a primavera com grande alegria, pois haviam sobrevivido a mais uma estação fria. Normalmente esta comemoração ocorria numa noite de Lua cheia após o equinócio da primavera boreal. Vale lembrar que naquele tempo ainda não existia luz elétrica, por isso a Lua cheia era importante para iluminar a noite, e esse equinócio marca o início da primavera. Alguns povos pagãos da Idade Média, por exemplo, homenageavam a deusa Easter, a deusa da primavera. Normalmente essa deusa era representada segurando numa das mãos um ovo e brincando com um coelho em seu colo. Estes dois símbolos, o ovo e o coelho, representavam a fertilidade que este povo esperava obter da nova estação. Por isso algumas pessoas se presenteavam com ovos decorados ou até banhados em ouro. Note que esta comemoração tem um significado próximo ao da comemoração cristã, que é a idéia de renascimento e continuidade da vida. Além disso, alguns historiadores acreditam que a ressurreição de Jesus também ocorreu durante uma Lua cheia próxima do equinócio de primavera. E assim decidiu-se que a Páscoa deveria ser comemorada quando ocorressem estes dois eventos astronômicos. Por isso, podemos perguntar: Estamos alinhados à nossa energia e conexão com a vida, estamos comemorando a entrada da primavera, e a ressurreição de Jesus, seria então comemorada agora? Depois de tanta dominação as quais nos submeteram, nós do hemisfério sul, em nome do poder. Seria bom aproveitarmos estas datas para repensar a força simbólica que nos foi imposta durante as dominações... Nossos ancestrais teriam ou não suas próprias comemorações de passagem das estações?Onde estão nossos referenciais imagéticos? Que eventos são significantes em nossa terra? Paralelo 30, que cultos devemos guardar?... Hoje gostaria de desejar um ótimo final de semana de inicio do outono, lua cheia e muito sol... Que sementes guardaremos para o próximo verão?

Nenhum comentário: